quinta-feira, 5 de maio de 2011

Karate-Do & Família

Creio que nos dias de hoje, ninguém mais duvida da importância da família em nossa formação moral.

Mas tão importante quanto à família "de sangue", é a família que construímos ao longo do tempo.

De início a pessoa chega como quem não quer nada, sem falar muito. Aos poucos vai te cativando e quando você menos espera, já faz parte de sua vida e naqueles momentos que por algum motivo essa pessoa não pode estar presente, com certeza você sentirá falta dela.

Quando isso acontece, é porque aquele grupo de alunos, ultrapassou essa barreira e criou laços de amizade que vão perdurar por toda uma vida.

O próximo passo é ser chamado para ser padrinho de casamentos, depois acompanhar os filhos crescerem junto com os seus e tudo de bom que possa envolver uma família que se ama.

E ao fazer uma rápida retrospectiva de mais ou menos 10 anos, você perceberá que aquele(a) adolescente cresceu, se formou, casou (ou não! rsrs), teve filho(s), tornou-se um(a) cidadão ou cidadã de bem e aquele carinho cultivado na época dos treinamentos (além de todos os esporros também, claro kkk), volta de forma ampliada, multiplicada e que traz um sentimento bom pra dentro do peito.

Com certeza essa foto aí cima traduz bem o que digo, mas com certeza também, está faltando muuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiiiiiiiiitttttaaaaaaa gente.

A todos aqueles que passaram e aos que ainda continuam, o meu muito obrigado de coração. No final, o maior beneficiado sou eu.

Grande Abraço
OSS!

quinta-feira, 31 de março de 2011

A Importância do Bom Professor

O Karate por si só, enquanto atividade física ligada à cultura corporal do ser humano, não transforma ninguém em bom caráter.

Se o Karate (ou qualquer outra luta) tivesse esse poder, não veríamos cidadãos que se dizem faixas pretas, cometendo atos de violência gratuita, nem se colocando de forma anti-ética, muito menos o que cansamos de ver em relação às federações e confederações mundo afora no que diz respeito à desvio de verbas e corrupção.


O Karate é um instrumento (muito poderoso!) que tanto pode ajudar a formar um ser humano melhor, como também pode se tornar uma arma na mão de um mau caráter.

O que vai fazer toda a diferença - acredito eu ainda (!!!) - é a mediação do Professor.

Se o professor é uma pessoa que preza pelos valores corretos trazidos a nós por O'Sensei Funakoshi* (que aliás é o melhor exemplo de educador que temos), os alunos que se identificarem com este sujeito, terão em sua formação um diferencial ético e de conduta, que muito provavelmente trará bons frutos em sua vida.

Se alguém aparece "com más intenções" quanto ao Karate, querendo usufruir deste apenas para se meter em brigas ou coisas do tipo, dificilmente continuará com este professor. Mas se procurar, provavelmente acabará encontrando um professor que "fale sua língua", porque estes ainda existem - infelizmente.

É claro que é normal vermos acontecer do sujeito entrar com más intenções e se transformar no processo. Eu mesmo já vi isso acontecer mais de uma vez (e é muito bom quando acontece).

Mas mais uma vez, é bom enfatizar a importância da atuação do Sensei diante disso. O sujeito não muda só porque leu o Dojokun** e se transformou. Não é algo espontâneo. Ele muda porque houve uma intencionalidade desse professor. É algo observado, planejado e executado.

Apesar de toda a admiração e amor que tenho por essa Arte - o Karate-Do - não podemos mais ficar achando que a simples existência da atividade muda alguma coisa. O que causa mudança é a atuação do ser humano.

Quando tivermos um número maior de professores mais conscientes desse papel, com certeza teremos um panorama mais bonito também.

Notas:

*Gichin Funakoshi, é considerado o Pai do Karate Moderno, por ter sido o grande responsável por levar o Karate de Okinawa para Tókio, local de onde o Karate se tornou mais conhecido e difundido por todo o mundo. E mais, por ter mudado o ideograma de Karate de "Mãos Chinesas" para "Caminho das Mãos Vazias", trazendo novo significado filosófico à Arte.

**Dojokun - Lemas do Dojo
Também conhecido como Shodo (Caminho Curto)

São eles:

- Esforçar-se pela formação do caráter
- Criar Intuito de Esforço
- Respeitar acima de tudo
- Conter espírito de agressão
- Fidelidade para com o verdadeiro caminho da razão